Projeto social abre o Estádio JK para mil crianças e adolescentes

Totalmente gratuito, com direito a uniforme e lanche, o objetivo é incentivar o esporte e descobrir novos talentos



Fotos: Gustavo Roquete/Capital.

Como diria o cantos Samuel Rosa, da banda Skank, "Quem não sonhou em ser um jogador de futebol?". E o sonho pode se realizar, pelo menos, para aqueles que se esforçarem entre as mil crianças e adolescentes que, a partir da próxima semana, começam as atividades do Centro de Formação de Atletas (CFA) Capital. A iniciativa é do Capital Clube de Futebol, da primeira divisão do Distrito Federal, e tem o objetivo de incentivar à prática esportiva e a descoberta de novos talentos.

"Somos um celeiro de grandes atletas e muitos deles não evoluem pois a família não tem condição de custear uma escolinha de futebol, comprar uniforme e, até, de se alimentar para poder treinar", explica o presidente do Capital e idealizador do projeto, Godofredo Gonçalves. "Esses meninos não vão pagar nada aqui e vão ganhar o material e o lanche", completa.

As atividades começam a partir da próxima semana no Estádio JK, no Paranoá, casa do Coruja, como é conhecido o Capital. Porém, antes disso, os responsáveis pelos jovens atletas precisam buscar o material neste domingo (22), a partir das 8 horas, no próprio estádio. "Os inscritos e selecionados já foram informados, mas é importante reforçar a necessidade de comparecerem à nossa arena, impreterivelmente, nessa data", reforça o dirigente.

No mesmo dia, vale ressaltar para os amantes do futebol, o Capital faz amistoso contra o Ceilândia, a partir das 10 horas, com entrada gratuita. "É mais um atrativo: quem for buscar o uniforme já pode ficar e acompanhar o jogo, que é preparatório para o Candangão", ressalta Godofredo ao citar o campeonato do DF, com início previsto para a próxima semana.

Centro de Formação de Atletas
Crianças e adolescentes de 7 a 19 anos que sonham se tornar jogadores de futebol concorreram às mil vagas no ano passado. Divididas em categorias por faixas etárias, as atividades começam a partir da próxima semana e ocorrem no Estádio JK, no Paranoá.

Evolução de uma iniciativa anterior, o projeto já existe há quase um ano. Entre os treinadores conta com Manoel Miluir Macedo, experiente técnico com passagens por times do Brasil e do mundo.

A dona de casa Maria Albuquerque, de 31 anos, é mãe de Enzo Arthur, de 8. Ela foi uma das que fez questão de matricular o filho no centro de formação. "Atividade física é fundamental para ele, tanto para o desenvolvimento físico quanto para o desenvolvimento como cidadão", acredita a moradora do Paranoá.

Centro de Formação de Atletas Capital
Retirada do material
Dia: domingo (22 de janeiro)
Horário: a partir das 8 horas
Local: Estádio JK
Endereço: Quadra 1 – Paranoá
Documentação: documento pessoal de identificação do atleta (Certidão de Nascimento ou carteira de identidade) e do responsável
Mais informações: @capitalcf (Instagram)

Edilayne Martins

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas

BRB